Home  |  Contato  |  Localização  

PCM-UFRJ
(21) 3938-6480

posgradpcm@icb.ufrj.br

 
Imprimir E-mail

Home | Voltar

Professor Dr. Rogério Panizzutti

Diversos transtornos neuropsiquiátricos, tais como a esquizofrenia, a doença de Alzheimer e os transtornos do humor, cursam com alterações em funções cerebrais ditas cognitivas, tais como atenção, memória, audição e visão. Estas alterações cognitivas diminuem a qualidade de vida dos indivíduos afetados e são determinantes para a incapacitação causada por estes transtornos. Entretanto, as terapêuticas disponíveis não tratam de forma eficaz as alterações cognitivas. O interesse do nosso grupo é estudar as alterações cognitivas presentes em transtornos neuropsiquiátricos, visando o desenvolvimento de novas estratégias de diagnóstico e tratamento.

O grupo tem três áreas de atuação:

1. Marcadores moleculares que possam ser úteis para o diagnóstico e o acompanhamento do tratamento de transtornos neuropsiquiátricos. Nesta linha fazemos análises moleculares de amostras coletadas de pacientes e tecido postmortem. Estamos particularmente interessados em alterações em aminoácidos neurotransmissores, tais como a D-serina e o glutamato, e a relação delas com a cognição.

2. Alterações cognitivas em modelos animais de transtornos neuropsiquiátricos. Nesta linha fazemos estudos moleculares e de comportamento em animais com alterações genéticas, sendo nosso foco principal o metabolismo da D-serina, que está possivelmente afetado na esquizofrenia e em outros transtornos neuropsiquiátricos. Estudamos o impacto que modificações na disponibilidade de D-serina têm sobre a cognição e a neuroquímica cerebral. O objetivo final é utilizar estes modelos animais para desenvolver e testar estratégias terapêuticas que possam reverter os déficits cognitivos.

3. Aplicações da neuroterapia cognitiva em pacientes com transtornos neuropsiquiátricos. A neuroterapia cognitiva visa melhorar funções cerebrais, tais como atenção, visão, audição e memória, através de exercícios computadorizados desenvolvidos a partir dos conhecimentos científicos sobre neuroplasticidade, a incrível capacidade que o nosso cérebro tem de se modificar em resposta aos estímulos do ambiente. Nesta linha realizamos estudos clínicos avaliando o impacto dos exercícios de neuroterapia sobre a cognição e qualidade de vida de indivíduos afetados por transtornos neuropsiquiátricos.

 
Universidade Federal do Rio de Janeiro CAPES CNPq FAPERJ ICB
PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS - PCM
Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ | Instituto de Ciências Biológicas - ICB
Avenida Carlos Chagas, 373, bloco K, 2 andar, sala27 Cidade Universitária - CEP: 21 941 902.
Administração do Portal:  Vinicius Augusto
Desenvolvido by junior-websys