Imprimir

Home | Voltar

PRÊMIO TESE DE DOUTORADO EM CIÊNCIAS MORFOLÓGICAS

A Comissão do PCM diante da grande qualidade das teses de doutorado dos alunos decidiu criar o Prêmio Tese de Doutorado para a cada ano estimular e premiar a melhor tese de doutorado. Assim em 2008 a patronesse do prêmio foi a Professora Maria Conceição Machado, ex-Profesora Titular da UFMG e que tanto fez pelas Ciências Morfológicas durante sua vida. O juri de avaliação presidido pelo Professor Adalberto R. Vieyra, Professor Titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF) e contando com o Professor Olaf Malm, Professor Titular e então Diretor do IBCCF, as Professoras Debora Foguel do Instituto de Bioquimica Médica da UFRJ e a Professora Annamaria Ravara Vago, Professora e então Coordenadora do Programa de Pós-Graduação de Biologia Celular da UFMG, escolheu entre as teses candidatas a da Doutora Luciana Romão, orientada pelo Professor Vivaldo M. Neto. Esta tese enviada ao concurso CAPES de Tese recebeu naquele ano Menção Honrosa.

No ano seguinte, 2009, o prêmio teve como patronesse a Professora Leny Alves Cavalcante do IBCCF da UFRJ e o Juri presidido pela Professora Debora Foguel do IBQMed da UFRJ, contando com a Professora Gloria Duarte da UFPE, Professores Jackson Bittencourt e Henning Ulrich da USP, indicou a tese da Doutora Giselle Pinto de Faria orientada pelo Professor Vivaldo M. Neto e designou Menção Honrosa para a tese do Doutor Clynton Lourrenço Corrêa, orientado pela Professora Silvana Allodi.

O 2010, teve como patrono o Professor Carlos Chagas Filho, no ano do seu centésimo aniversário de nascimento. A tese escolhida neste ano foi a da Doutora Tania Spohr, aluna da Professora Flavia Gomes, “Papel dos Astrócitos na Diferenciação de Progenitores Neurais: Efeito dos lipídeos bioativos LPA e S1P”. Duas menções honrosas foram conferidas este ano, a da Doutora Debora M. Portilho, orientada pela Professora Claudia Mermelstein e da Doutora Cintia M. de Barros orientada pela Profesora Silvana Allodi. O Juri foi presidido pela Professora Denise Pires, diretora do IBCCF da UFRJ e contou com Estela Bevilacqua, Professora do ICB da USP; Soraya Soubhi Smaili, Professora da UNIFESP; Dora Brites, Professora da Universidade de Lisboa, Portugal. Em todos concursos, as comissões julgadoras têm sido unânimes em salientar alta qualidade das teses concorrentes o que é motivo de orgulho para o PCM.

No ano de 2011 PCM recebeu 10 candidaturas para o Prêmio Melhor Tese de Doutorado (Prêmio Radovan Borojevic). Foi o maior número de candidaturas desde a criação deste prêmio pelo Programa. As teses foram analisadas por uma comissão formada pelos seguintes membros: Prof. Hernandes Faustino de Carvalho (Unicamp); Prof. Marcelo Bozza (UFRJ) e Prof. Rafael Roesler (UFRGS). A Comissão indicou a seguinte tese ao PRÊMIO RADOVAN BOROJEVIC - A Doutora Helena Decker, com a tese "Disfunção Sináptica e Comprometimento do Transporte Axonal induzidos por Oligômeros do Peptídeo β-amilóide", desenvolvida sob a orientação do Prof. Sergio Ferreira. Ganharam a MENÇÃO HONROSA as seguintes tese: O Doutor Pedro Moreno P. Coelho, com a tese "Avaliação do Papel de Células Mononucleares do Sangue de Cordão Umbilical Humano no Sistema Nervoso Central de Ratos Submetidos a Hipóxia-Isquemia Neonatal", desenvolvida sob a orientação dos Profs. Rosalia Mendez-Otero e Marcelo Felippe Santiago. E a Doutora Rossana Soletti, com a tese "Papel das proteínas Retinoblastoma e Beta-catenina na tumorigênese do cólon associada à inflamação", desenvolvida sob a orientação da Profa. Helena Borges. O primeiro lugar será indicado pelo PCM para concorrer ao Prêmio CAPES de melhor tese 2010.